segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Pará lidera lista suja do trabalho escravo.




"Do total de denúncias e atestados de infrações dos empregadores inclusos ou mantidos na lista suja por abuso nas relações trabalhistas, que levam os trabalhadores e trabalhadoras a condição de trabalho análoga ao escravo,percebemos que o Pará não só lidera a lista com 26% de exploração de mão de obra escrava, mas também aumentou a distância do segundo colocado, o Mato Grosso no período em 2012 e 2013. O trabalho dos auditores e da polícia federal tem revelado evidências no Pará, que só confirmam as denúncias dos movimentos sociais e de direitos humanos sobre várias situações de escravidão contemporânea relacionadas a conflitos na Região. Há formas de desenvolvimento arcaicas, que, historicamente, têm penalizado homens e mulheres, que buscam na Amazônia uma alternativa de vida. Nossa luta legislativa deve ser incansável para delimitar, regular mais formas de combate e fiscalização dessas práticas, que envergonham o país, e a nós paraenses, parlamentares e sociedade em geral", diz Puty.

Nenhum comentário:

Postar um comentário