quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Parabéns Deputado Edilson Moura, a Juventude agradece.

Entrega de certificados aos alunos do Programa Jovem Cidadão


Nesta sexta-feira, 21/02, realizaremos a cerimônia de entrega de certificados do Programa Jovem Cidadão. O Programa garante qualificação profissional a jovens e adultos de escolas públicas e nesta primeira etapa ofereceu os cursos de Administração, Estética e Beleza, Espanhol Básico e Construção e Reparos para 360 alunos.

Os recursos do programa Jovem Cidadão, no valor de R$ 700 mil, foram garantidos através de Emenda Parlamentar de nosso mandato.

O Programa prevê, ainda este ano, a qualificação de mais 540 jovens e adultos em seis novos cursos: Gerência de Alimentos e Bebidas, Inglês Básico, Maitre, Operador de Caixa, Recepcionista e Telemática.

A qualificação profissional de jovens e adultos tem sido uma das prioridades do mandato.
Cerimônia:

Hora: 16h30Local : Auditório do Colégio Ideal Endereço: Mundurucus, entre Apinagés e Tupinambas

Deputado Alfredo Costa em Monte Alegre.

Deputado Alfredo Costa do PT.
As 170 Famílias Beneficiadas.


Prefeito Sergio Monteiro, Deputado Estadual. Alfredo Costa e a Secretaria da SETRINS Rosa Fraia.




terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Lula foi o arquiteto da estratégia de eleger Helder Barbalho governador do Pará em 2014.


As tendências ligadas ao grupo de Lula no Pará, venceram o PED - Processo de Eleições Internas do PT no Estado do Pará e Helder Barbalho já pode contar com uma parte significativa de votos de quem decidirá no Encontro Estadual do PT-PA, qual será a estratégia eleitoral que definirá se o ex-prefeito de Ananindeua e filho do senador Jader Barbalho, terá o apoio do PT ou se o partido terá candidatura própria nas eleições de 2014.

Muitos podem não gostar, mas se os candidatos que venceram este PED2013 no Pará, defendem a proposta dialogada com Lula para que o PT apoie a candidatura de Helder Barbalho como governador em 2014, então ele foi o verdadeiro vencedor deste processo de eleições internas do partido. Ou não?

Resta agora o encontro estadual para que a maioria dos que foram eleitos na chapas que disputaram este processo, batam o martelo junto com seus líderes e assim tenhamos a estratégia eleitoral debatida e eleita pela conjunto partidário, conforme já tinha sido idealizado em Brasília, quando Lula reuniu as lideranças do PT-PA, afim de convencê-las que só assim pode ser possível derrotar o PSDB no Estado e ajudar a reeleição de Dilma, e pelo que tudo indica, deu certo

O Governador Simão Jatene desistiu de desistir.

Simão Jatene: pressões internas pesaram na balança, que pendeu para o lado da disputa pela reeleição

















Jatene desiste de desistir. E de se desincompatibilizar.

Meia-volta, volver.
O martelo está batido. Pelo menos até agora.
Amanhã, pode até ser que não mais esteja. Mas amanhã é outro dia, como vocês sabem.
O governador Simão Jatene desistiu de desistir.
Desistiu de continuar embaralhando as cartas.
Não conseguiu resistir às pressões internas.
Depois de contatos com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e com o senador Aécio Neves, pré-candidato do PSDB à Presidência da República, Jatene achou por bem arquivar seus planos de desincompatibilizar-se do cargo no início de abril, como ele mesmo anunciara publicamente. E achou por bem, além disso, concorrer ao governo do Estado nas eleições de outubro vindouro.
Três fontes do PSDB - até então reclusas, na muda e mudas, ou porque não eram provocadas, ou porque, provocadas, preferiam mesmo observar a cautela para não se expor demais - admitiram claramente ao Espaço Aberto que o projeto acalentado e anunciado por Jatene, de desincompatibilizar-se do cargo, estava em sintonia com um um outro passo subsequente: o de retirar-se da vida pública, ainda que não da política, passando a preparar o atual vice-governador, Helenilson Pontes, como o candidato à sua sucessão.
Esses movimentos foram antecipados pelo blog em duas postagens. A primeira, intituladaJatene deve deixar a política. Helenilson será o candidato., foi divulgada aqui no dia 14 de janeiro passado.
A outra, de 29 do mesmo mês, sob o título Zenaldo e Pioneiro resistem aos planos de Jatene, mantinha as informações da anterior, mas acrescentava que as pressões internas no PSDB, encabeçadas sobretudo pelos prefeitos tucanos de Belém e Ananindeua, manifestavam-se como obstáculo de monta para que Jatene passasse o bastão da candidatura ao vice-governador.
Até que não deu mais.
Com as pressões avolumando-se, Jatene avaliou melhor.
Depois de conversar com Alckmin e Aécio, avaliou que o cenário que se apresenta, com a forte possibilidade de concretizar-se uma aliança entre o PMDB e o PT, é complicado para os tucanos.
Mas avaliou também que não lhe restava outra alternativa senão concorrer ao cargo, eis que eventual desistência esfacelaria irremediavelmente o PSDB.
E assim será.
Círculos próximos a Jatene dizem que também pesou na balança a avaliação de que o atual governo, depois de três anos de seca, sem obras para mostrar em decorrência de ajustes estruturais que precisavam ser feitos, terá nos próximos meses o seu período de colheita, ou seja, um rol de realizações que poderão revelar, claramente, um estilo mais operoso, digamos assim, da administração tucana.
Para isso, todavia, Jatene não mais deixará o governo.
"Se ele deixar o cargo, não terá condições alguma de se reeleger", sentenciou uma fonte.
"Por enquanto, essa possibilidade está suspensa. Isso só ocorreria de acordo com a intenção anterior, que era a de não disputar o governo", reforçou uma outra fonte.
É isso.
Meia-volta, volver.
O martelo está batido. Pelo menos até agora.
Amanhã pode mudar. Mas amanhã é um outro dia.
Sobretudo na política.

DS lança Pré- Candidatura do Puty a governo do Estado.

Cláudio Puty: à frente de uma frente em favor da candidatura própria do PT, rejeitando aliança com o PMDB
Então é isso, meus caros.
Para quem dava - ou dá - como favas contadas a aliança entre PMDB e PT, personificada nas candidaturas de Helder Barbalho para o governo do Estado e Paulo Rocha para o Senado, convém dar um tempo ao tempo.
Vejam só.
Na última sexta-feira, dia 14, o Espaço Aberto, numa postagem intitulada Petistas que se opõem ao PMDB ainda estão com a corda toda, escreveu assim:

A passagem do presidente nacional do PT, Rui Falcão, por Belém não desanimou os petistas que se opõem à aliança da legenda com o PMDB. Muito pelo contrário.
Falcão, como se sabe, foi pródigo - e ponham pródigo nisso - em se manifestar-se favorável à aliança que poderá selar uma chapa em que o peemedebista Helder Barbalho concorreria ao governo e o petista Paulo Rocha, ao Senado.
Não apenas isso, porém.
O presidente nacional do PT foi claro em externar os fundamentos de uma decisão de cúpula, no sentido de dar preferência e prevalência ao PMDB e, em contrapartida, alijar os tucanos em todos os cantos e recantos do país - e do planeta, se for possível.
Mas os petistas que se opõem ao acordo acham que ainda não chegou a hora apropriada para discuti-lo, internamente.
Até admitem - muitos deles, senão quase todos - que evitar a coligação entre PT e PMDB no Pará é muito difícil. Mas acham que é necessário demarcar uma posição favorável à candidatura própria no primeiro turno, deixando para um eventual - e quase certo - segundo turno a discussão sobre a aliança com o PMDB.
É esperar para ver.
Para ver e crer.


Pois é.
Nós estamos começando a ver.
Se vamos crer, isso já será uma outra conversa.
Mas já estamos vemos movimentos concretos para confrontar pretensões de selar um aliança entre peemedebistas e petistas no Pará.
Ontem à noite, em reunião na na sede da Associação Paraense das Pessoas com Deficiência (APPD), os representantes de várias correntes internas do PT, entre elas a Democracia Socialista, que tem como condestáveis no Pará a ex-governador Ana Júlia Carepa e o deputado federal Cláudio Puty, aprovaram a formação de uma frente que passará a defender vigorosamente, daqui até março, quando acontecerá o congresso estadual do partido, a tese da candidatura própria.
E na mesma reunião, o nome do próprio Puty foi lançado como pré-candidato ao governo do Estado. E para mostrar que não entrou na parada apenas e tão somente para fazer jogo de cena, a frente petista anunciou que na próxima semana vai formalizar o nome de Puty para disputar no congresso estadual, que deverá, em definitivo, deliberar sobre a chapa ao governo do Estado.
Além do próprio Puty, participaram da reunião, entre outros, a ex-deputada Regina Barata, o cientista político Roberto Corrêa e o ex-vereador Marquinhos do PT. Ao lado da DS, a frente do PT em defesa da candidatura própria tem ainda o apoio da Articulação de Esquerda, PT LM e Coletivo Pororoca Vermelha.

PR vai ter candidatura própria no Pará.

PR vai apoiar Dilma e não descarta candidatura própria no Pará

Prefeitos e vice-prefeitos do Partido da República (PR) no Pará, juntamente com os deputados federal, Lúcio Vale, e estadual, Júnior Hage, reuniram-se nesta sexta-feira, 14, em Belém, sob a coordenação do presidente estadual da legenda, Anivaldo Vale, para discutir o futuro do partido às eleições 2014. As lideranças irão apoiar a reeleição de Dilma Roussef à presidência da República e não descartam a possibilidade de o PR lançar candidatura própria aos cargos majoritários, com todos sendo unânimes em reafirmar que estarão unidos em qualquer que seja a decisão da legenda.
Anivaldo Vale afirmou que vem conversando com vários partidos em torno de possíveis alianças, mas o momento é de analisar os cenários possíveis e ter muita prudência. “Estamos conversando e vamos conversar ainda mais”, disse.
O deputado federal, Lúcio Vale explicou que em nível nacional já está definido o apoio do PR à presidente Dilma Roussef, mas que nos Estados a decisão por qual caminho seguir caberá ao partido, que neste momento deverá ter paciência e prudência, uma vez que os cenários ainda não estariam definidos. “O PR tem uma base forte e consolidada, com musculatura de sobra para pensar até mesmo em candidatura própria aos cargos majoritários”, disse o deputado.
A palavra união norteou todo o encontro das lideranças do PR. O prefeito de Capanema, Eslon Martins disse que todos têm que agir para fortalecer cada vez mais a legenda. “Hoje o PR está em uma situação boa no cenário político, por isso temos que defendê-lo, com todos vestindo a camisa”, ressaltou.
O prefeito de Goianésia do Pará, João Gomes, também defendeu a unidade partidária e reafirmou que acompanhará o PR em todas as decisões. “O que o PR decidir também vou acompanhar”, reforçou a prefeita de Igarapé-Açu, Sandra Uesugi. Ao final do encontro foi forte a predisposição das lideranças em torno de lançamento de candidatura própria aos cargos de governador e/ou senador.
Na próxima sexta-feira, 21, mais lideranças e filiados do PR voltam a se reunir para continuar as discussões em torno do rumo da legenda nas eleições 2014. Será o Encontro Estadual do Partido, sendo aguardadas lideranças e filiados de todo o Estado e representantes do PR Jovem e do PR Mulher. O Encontro será no Hotel Crowne, em Belém, a partir das 15h.

Fonte: Assessoria de Imprensa do PR

PMDB e PT será ?


Petistas que se opõem ao PMDB ainda estão com a corda toda


A passagem do presidente nacional do PT, Rui Falcão, por Belém não desanimou os petistas que se opõem à aliança da legenda com o PMDB. Muito pelo contrário.
Falcão, como se sabe, foi pródigo - e ponha pródigo nisso - em se manifestar-se favorável à aliança que poderá selar uma chapa em que o peemedebista Helder Barbalho concorreria ao governo e o petista Paulo Rocha, ao Senado.
Não apenas isso, porém.
O presidente nacional do PT foi claro em externar os fundamentos de uma decisão de cúpula, no sentido de dar preferência e prevalência ao PMDB e, em contrapartida, alijar os tucanos em todos os cantos e recantos do país - e do planeta, se for possível.
Mas os petistas que se opõem ao acordo acham que ainda não chegou a hora apropriada para discuti-lo, internamente.
Até admitem - muitos deles, senão quase todos - que evitar a coligação entre PT e PMDB no Pará é muito difícil. Mas acham que é necessário demarcar uma posição favorável à candidatura própria no primeiro turno, deixando para um eventual - e quase certo - segundo turno a discussão sobre a aliança com o PMDB.
É esperar para ver.
Para ver e crer.

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Vereador Do PMDB em Monte Alegre e contra Democracia .





.


  




A violência é condenável sempre, venha de onde vier. Ela pode atingir um manifestante, um policial, um cidadão que está na rua e que não tem nada tem a ver com a manifestação.E o povo, informado de maneira ampla e plural, escolha o caminho que quer seguir. Sem cidadãos informados não existe democracia ontem vimos um grupos minoritários ligado ao ex prefeito acrescentado o ingrediente desastroso da violência. Após serem derrotados  passam a hostilizar  com uma  atitude autoritária, porque atacam  a liberdade de expressão.




E o Blog do Negão do Pará  vai estar lá -  tomado posição a favor de lado correto, só com a verdade somente a verdade veja as fotos a seguir dos fatos e tire suas próprias conclusões  sobre quem prega a violência e quem e da paz, quem ama a democracia e povo de nossa cidade e quem quer os caos.
Vereadores  não são pessoas especiais, não são melhores nem piores do que os outros profissionais. Mas é essencial, numa democracia, respeita o direito do outro informando sempre com a verdade sobre o que está acontecendo.







O povo tem lado  e o lado da Justiça doar a quem doer por isso todo o nosso apoio ao prefeito  Sergio com a força do povo e de Deus podemos fazer muito mais por Monte alegre  com certeza.






Com O PT e assim!!!

A todos os petistas de Monte Alegre, Pará e do Brasil.

PT 34 ANOS. O QUE IREMOS COMEMORAR NO PARÁ?


Partido dos Trabalhadores o partido que mudou o Brasil pra melhor. O que iremos comemorar nesses 34 anos que estamos completando? Essa resposta é muito filosófica ou difícil de responder para alguns. Comemoraremos vitórias e derrotas; Iremos reviver velhos companheiros que dedicaram suas vidas pela causa que lutamos, viva Chico Mendes, Paulo Damasceno e outros. Viva Lula o presidente que deu cara ao Brasil, que fez com que os pobres pudessem sonhar por algo melhor. A nossa presidenta Dilma Rousseff que tá dando continuidade ao nosso projeto de sociedade e Estado ao Brasil. E no Pará, companheiros, o que temos a comemorar? Aí digo que a pergunta não é mais filosófica, mas sim antropológica e coercitiva, coercitiva por que pequenos grupos fisiológicos acreditam ser maior que o partido. Acreditam que suas idéias são superiores e que suas filosofias são melhores que os ideias do partido. Mas, temos sim o que comemorar, principalmente o que o PT no interior do Pará fez, digo PT do interior, pois afirmo que o PT deve reaprender com suas bases, não existe ideias e ideais superiores. Assim o PT no interior do Pará conseguiu dar sustentação ao partido em todo o Pará. Assim comemoraremos a vitória do PT em Monte Alegre,Augusto Correa; Bragança; Cametá; Ipixuna do Pará e outros municípios. Mas, agora uma pergunta filosófica, mas que de filosofia só tem a de uma aliança que não respeita as ideias e ideais deste partido que é a possível aliança com a burguesia paraense. Então, o que não devemos comemorar, nesses 34 anos, tão pouco aceitar: uma hipócrita e vergonhosa aliança com o PMDB dos Barbalhos. PSDB e PMDB são farinha do mesmo saco, e estamos sendo colocados no mesmo saco nos colocando ao nível destes. Mas, como este partido é construído de sonhos e ideias aqui estou a convidar todos que acreditam que ainda podemos construir a revolução, que a morte  no PT dode companheiros ao longo destes 34 anos não foram em vão, estou convidando todos que ainda acreditam Pará como o partido que veio para mudar a política neste estado e que foi sendo construído através de suas ações por todos os segmentos marginalizados a construirmos uma candidatura a governo do estado. Não necessitamos nos aliar a burgueses que sempre combatemos, como diz Marx o que move a história é a luta de classe, ou seja, é o burgueses de um lado e nós proletariados do outro, numa intensa luta. CANDIDATURA PRÓPRIA JÁ. Até mesmo por que o congresso estadual do PT está muito distante e não irá dar para construir um processo opaco e coeso para uma possível candidatura. Não ao PMDB, não ao PSDB. Quem quer isso me deixem com o meu PT do proletariado, da prostituta, do camponês, do MST, do Trabalhador rural, dos pescadores, dos pedreiros, dos estudantes, dos advogados, me deixem com a minha diversidade. Adelson Cruz presidente do PT de Augusto Correa. 
— com Ronaldo Campelo..

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Deixa o Homem Trabalhar..

  Jornal Tapajós entrevista prefeito de Monte Alegre hojePREFEITO RECEBE EM BRASÍLIA OUTORGA QUE TORNA MONTE ALEGRE ADMINISTRADOR OFICIAL DO AERÓDROMO

O prefeito Sergio Monteiro recebeu da Agência Nacional de Aviação Civil – ANAC, no dia 23 de janeiro, o repasse oficial do Aeródromo Municipal de Monte Alegre, que ora era administrado pelo governo federal. A assinatura aconteceu em Brasília, no prédio da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República, com a presença de representantes do Banco do Brasil e do Estado. 
Com essa conquista o prefeito Sergio Monteiro realiza um feito histórico; a autonomia necessária para administrar o espaço e a liberdade de realizar investimentos tão necessários para o melhoramento da qualidade estrutural do lugar. 

Ainda na capital federal o prefeito Sergio Monteiro conquistou mais uma vitória histórica para Monte Alegre. O agora Aeródromo Regional vai receber verba pública através do “Programa de Investimentos em Logística: Aeroportos”, do governo federal, anunciado em 20 de dezembro de 2012 pela presidente Dilma Rousseff.