quarta-feira, 13 de abril de 2016

VINGADORES

Os principais membros dos Vingadores

Os Vingadores tradicionais na arte de Alan Davis.
Aproveitando o embalo das gravações de Os Vingadores, o longametragem do Marvel Studios que vai adaptar pela primeira vez a superequipe da Marvel Comics ao cinema, o HQRock aproveita para apresentar os principais membros da equipe.
Começamos pelos que aparecerão no filme, mas em seguida, apresentamos aqueles que são importantes e/ou existentes apenas nos quadrinhos. Mas atenção, os comentários dizem respeito à realidade dos quadrinhos e não dos filmes, ok? Quando tivermos mais informações sobre o contexto dos personagens no longametragem, teceremos considerações específicas da realidade da Marvel nos cinemas.
Agora, fiquemos com o Universo Marvel nos quadrinhos:
O Capitão América na arte de John Cassaday.
CAPITÃO AMÉRICA:
Apesar de sequer ser um membro original da equipe, o Capitão América é o membro mais famoso do grupo e, provavelmente, o mais recorrente, que mais tempo permaneceu, sendo assim, meio que o espírito da equipe. Steve Rogers era um jovem franzino e doente que quis se alistar na II Guerra, mas foi recusado no exame físico. A paixão com que defendeu seu alistamento chamou a atenção de um general e Rogers terminou como voluntário do Projeto Supersoldado, para formar homens que desenvolvessem as habilidades humanas até o limite. Após meses de testes, o jovem terminou sendo o escolhido para ser a primeira cobaia do experimento, que foi bem sucedido, entretato, o cientista foi morto por um espião nazista, morrendo com o segredo do procedimento, de modo que Steve Rogers se tornou o único supersoldado. Ele lutou na II Guerra Mundial e terminou dado como morto em um acidente aéreo em 1945.
No presente, os Vingadores resgataram o Capitão América congelado em um bloco de gelo no Ártico. O Soro do Supersoldado permetiu que ele sobrevivesse ao processo e despertasse de um sono de décadas para voltar a lutar pelos valores que acreditava, ingressar nos Vingadores e, em seguida, passar a liderá-los.
Porém, durante a Guerra Civil (veja parte do Homem de Ferro), o Capitão América terminou preso e o seu arquiinimigo Caveira Vermelha aproveitou a oportunidade para matá-lo nas escadarias do tribunal. Mas na verdade, a arma do vilão jogou sua consciência em um limbo temporal no qual permanceu por mais de um ano. Os seus aliados descobriram isso e conseguiram trazê-lo de volta a tempo de combater O Cerco do vilão Norman Osborn ao reino de Asgard, quando Steve Rogers reassume seu papel de liderar os Vingadores àvitória.
O Capitão América foi criado por Jack Kirby e Joe Simon em 1941, mas só ingressou nos quadrinhos modernos em Avengers 04, de 1964, quando o mesmo Kirby e o escritor Stan Lee, contaram a história em que é descongelado no presente. A trama de sua morte e ressurreição foi escrita por Ed Brubaker.
O Homem de Ferro em sua armadura clássica na arte de John Romita Jr.
HOMEM DE FERRO:
Membro fundador dos Vingadores, o empresário Tony Stark também foi seu principal financiador. A personagem foi criada por Stan Lee, Jack Kirby, Larry Lieber e Don Heck em Strange Tales 39, de 1963 e, poucos meses depois, apareceu também em Avengers 01 por Lee e Kirby. Juntamente com os membros fundadores, saiu da equipe em 1965 para que o Capitão América liderasse e treinasse uma nova geração de heróis, mas voltou ao grupo repetidas vezes. Mais tarde, foi um dos fundadores da facção Vingadores da Costa Oeste, bem como o que dissolveu esta equipe após alguns problemas. É um grande amigo do Capitão América, mas os dois possuem diferenças de opiniões que, por vezes, os colocam em choque. Após a Feiticeira Escarlate se voltar contra a equipe e matar alguns membros, os dois decidiram extinguir os Vingadores, mas a fuga de supercriminosos de uma prisão especial seis meses depois levou a Tony Stark a reecriar o grupo, agora sob o nome de Novos Vingadores. Ao mesmo tempo, Stark – cuja identidade como Homem de Ferro se tornou pública nesse meio tempo – foi escolhido pelo Presidente dos EUA como Secretário de Defesa e, com a deserção de Nick Fury, também Diretor da Shield. Quando uma tragédia envolvendo um grupo de heróis amadores levou à morte de 600 pessoas, a maioria crianças, o Governo decidiu criar a Lei de Reistro de Superseres, que obrigava todos que tivessem habilidades especiais a se registrar, revelar a identidade ao Governo, ser treinado e atuar sob suas ordens. E Stark foi um dos defensores do projeto, juntamente a Reed Richards, o líder do Quarteto Fantástico. Entretanto, o Capitão América interpretou isso como um atentado aos direitos civis e passou a liderar um grupo de heróis contra o registro. Daí, se deu uma Guerra Civil entre os heróis que levou ao desintegramento dos Vingadores. A facção de Stark foi vencedora e o Capitão América preso. Contudo, o experiente herói foi morto e Stark teve sua popularidade atingida. Enquanto os Novos Vingadores atuavam como “foras da lei” perseguidos pelo próprio Stark, o empresário criou uma equipe “oficial” de Vingadores, com a Miss Marvel e o Sentinela. No fim das contas, com a Invasão Secreta dos alienígenas Skrulls, Stark ficou em maus lençóis com o Governo e perdeu o cargo, substituído pelo vilão Norman Osborn, que passou a persegui-lo. Quando Osborn tenta atacar o reino místico de Asgard, cabe a Stark a difícil tarefa de se reconciliar com os ex-amigos para derrotarem a ameaça maior.
O visual atual de Thor na arte de Olivier Coipel.
THOR:
Criado por Stan Lee, Larry Lieber e Jack Kirby em 1962, em Journey Into Mystery 83, Thor fez logo muito sucesso e foi outro membro fundador dos Vingadores no ano seguinte. Foi o meioirmão de Thor e seu arquiinimigo, Loki, quem reuniu os Vingadores sem querer. Como os outros fundadores se afastou da equipe após um tempo, mas também retornou diversas vezes. Nos últimos anos, entretanto, Thor tem se mantido afastado da equipe, devido a problemas muito sérios em Asgard, o lar dos deuses nórdicos que lidera. Somente quando o vilão Norman Osborn decide atacar Asgard, na saga O Cerco, Thor reúne novamente suas forças à equipe que ajudou a fundar.
Um Hulk selvagem na arte de Jae Lee.
HULK:
Bombardeado por radiação gama em um acidente, o cientista Bruce Banner se tornou um monstro verde de força quase infinita e uma raiva incontrolável, que depois, foi o estopim para a fundação dos Vingadores, pois o vilão Loki quis usar a força do Hulk contra Thor e os outros membros se juntaram à batalha. Entretanto, o temperamento irrascível do Hulk o torna totalmente antissocial e ele se desligou da equipe muito cedo, inclusive, chegando a combatê-la algumas vezes. Todavia, quando está em algumas fases mais calmas o Hulk chega até a ajudar o grupo, como na Guerra Contra o Alto Evolucionário ou na Saga do Infinito, contra o vilão Thanos. Mas não é o caso nos últimos anos, na saga Hulk Contra o Mundo, o gigante verde deu uma bela surra nos Vingadores. O monstro foi criado por Stan Lee e Jack Kirby em 1962, estreando em revista própria.
Viúva Negra.
VIÚVA NEGRA:
A espiã soviética Natasha Romanov foi treinada exaustivamente pela KGB para atacar os Estados Unidos e se tornou não somente uma exímia combatente na luta corpo a corpo e no manuseio de armas, bem como na arte da sedução, devido a sua beleza. Entretanto, em uma de suas missões, terminou sendo impedida pelo Homem de Ferro, o que a tornou uma renegada em sua nação. Nos EUA, encontrou o Gavião Arqueiro e o manipulou contra o Homem de Ferro, mas ao custo de se apaixonar pelo flecheiro. Mais tarde, a Viúva Negra se regenerou e ajudou os Vingadores em uma série de missões. Após atuar por anos em parceria com o Demolidor, a ex-espiã agiu algum tempo sozinha e se tornou uma das melhores agentes da Shield (sob a liderança de Nick Fury) até voltar aos Vingadores, agora como membro fixo. Nas histórias dos anos 1990, ela chegou a liderar a equipe, embora nos últimos anos tenha se mantido afastada. A personagem foi criada por Stan Lee, Don Rico e Don Heck em Tales of Suspense 52 de 1964.
O Gavião Arqueiro na arte de John Romita Jr.
GAVIÃO ARQUEIRO:
Clint Barton aprendeu a manusear o arco e flecha em um circo com um mestre que, anos mais tarde, se transformaria no vilão chamado Espadachim. Mal orientado, Barton terminou assumindo a identidade de Gavião Arqueiro para cometer pequenos delitos e foi manipulado pela Viúva Negra para combater o Homem de Ferro. Depois disso, disposto a limpar o seu nome, pediu para ser aceito nos Vingadores como membro em treinamento e foi aceito. Quando os membros originais se afastaram, o Capitão América permaneceu para treinar e liderar o Gavião Arqueiro e outros dois ex-criminosos, os irmãos Mercúrio e Feiticeira Escarlate. Desde então, Barton tem sido um dos membros mais recorrentes da equipe. Nas histórias de Roy Thomas e John Buscema, ele chegou a mudar de identidade, abandonando o arco e flecha e passando a tomar as pílulas especiais de Hank Pym que o permitiam aumentar de tamanho (e força) e se tornar o Golias. Mas isso durou pouco tempo e ele voltou às armas. Quando foram criados os Vingadores da Costa Oeste, Barton foi a escolha óbvia para liderá-los, mesmo com a presença do experiente Homem de Ferro também na equipe. O Gavião foi o líder até ser destituído à força pelo Governo dos EUA, que impôs o Agente Americano (John Walker) em seu posto, por considerar a equipe perigosa por causa do Visão – que
Clint Barton sob a identidade de Ronin.
tinha pouco tempo antes invadido todos os computadores da Terra. Sem concordar com os métodos violentos do Agente Americano e sem querer “pagar pau” para o Governo, Barton se tornou um membro dissidente até ser expulso. Os Vingadores da Costa Oeste acabaram pouco tempo depois disso e viraram a Força Tarefa do Homem de Ferro, mas Barton não participou. Ele voltou à equipe principal e permanece desde então. Nos últimos anos, ele adotou outra identidade: Ronin, quando teve uma missão secreta dos Novos Vingadores para se infiltrar em uma organização criminosa. Durante a Guerra Civil, a Invasão Secreta e o Reinado Sombrio de Norman Osborn, Barton permaneceu como Ronin, sendo um audaz opositor de Osborn e quase sendo morto por ele. Durante O Cerco, Barton decide voltar a usar o uniforme do Gavião Arqueiro. Criado por Stan Lee e Don Heck, surgiu em Tales of Suspense 57, de 1964.
O Nick Fury original, branco, na arte de Jim Steranko.
NICK FURY:
Criado como um herói da II Guerra Mundial por Stan Lee e Jack Kirby, em 1963, logo, o personagem foi trazido para “os dias atuais” como um agente secreto (no estilo 007) nas aventuras do Quarteto Fantástico escritas pela dupla. Pouco depois, estreava a revista Nick Fury: Agent of SHIELD, onde passava a liderar a maior agência de espionagem do Universo Marvel. Curiosamente, no Universo Marvel tradicional, Nick Fury sempre teve poucas relações com os Vingadores, sendo um coadjuvante mais ou menos constante em aventuras solo de alguns de seus membros, principalmente, o Capitão América, mas também no Homem de Ferro. Afora o fato de alguns membros da equipe serem agentes da Shield – como Viúva Negra e Hárpia – também havia pouca interação. Isso mudou em 2004
O Nick Fury com a cara do Samuel L. Jackson criado por Bryan Hitch.
quando a Marvel lançou a versão “ultimate” dos Vingadores. O Universo Ultimate é uma versão moderna dos personagens da editora que têm novas histórias pretensamente mais realistas e sem o peso de décadas de cronologia. Nos dois primeiros arcos dos Vingadores Ultimate, criados por Mark Millar e Bryan Hitch, diferente do original, é Nick Fury quem reúne a equipe, como um subprograma da Shield para proteger a Terra. Além disso, diferente do causasiano de Lee e Kirby, o Nick Fury Ultimate é negro e Bryan Hitch o desenhou com o rosto do ator Samuel L. Jackson. Os filmes do Marvel Studios, embora explorem fundamentalmente o Universo Marvel Tradicional, também adicionaram elementos do Ultimate, particularmente do envolvimento de Fury na criação dos Vingadores – sem falar em suas origens étnicas com a própria musa inspiradora lhe dando vida nos filmes!
Para além dos filmes, aqui vão outros personagens ilustres dos Vingadores:
A Feiticeira Escarlate: aliada ou vilã?
A Feiticeira Escarlate: aliada ou vilã?
FEITICEIRA ESCARLATE (Wanda Maximoff):
Criada por Stan Lee e Jack Kirby como uma vilã relutante membro da Irmandade de Mutantes de Magneto, nas histórias dos X-Men, em 1963, ela logo se arrependeu de seus crimes e tentou se regenerar. Daí, entrou para os Vingadores em Avengers 16, de 1965. A partir de então, foi membro ativo dos Vingadores praticamente sem interrupções até meados dos anos 1980. Ela se afastou após sua gravidez, que rendeu gêmeos, filhos do Visão, que é um andróide (!) [nem me pergunte, é complicado…]. Ela voltou a ativa no fim da década, agora, nos Vingadores da Costa Oeste. Nas histórias de John Byrne, em 1989, a mente do Visão é apagada e ela descobre que seus filhos não existem, são literalmente frutos de sua imaginação (seus poderes “criavam” as crianças). Isso a levou à loucura e a transformou em uma inimiga da equipe. Depois de recuperada, voltou à ativa nas histórias de Kurt Busiek e George Perez, em 1998, mas posteriormente, foi revelada como uma vilã de novo, no arco de histórias de Brian Michael Bendis e David Finch, Vingadores: A Queda, em 2004, e quase destruiu a equipe. Desde então, está desaparecida.
O Visão: tradicional membro do passado.
O Visão: tradicional membro do passado.
VISÃO:
Robô criado por outro robô – o vilão Ultron – para derrotar os Vingadores, o Visão terminou se transformando em um aliado e membro recorrente. Sua primeira aparição foi em 1967, numa história de Roy Thomas e John Buscema. Durante muito tempo, os Vingadores pensavam que o Visão fora construído a partir do corpo do Tocha Humana original (um velho herói da Marvel, outro robô), mas depois, descobriram que não, apenas foram usadas algumas peças, mas sua tecnologia era outra, muito mais moderna. Sua “mente”, na verdade, é a combinação de uma inteligência artificial, como a de Ultron, com os padrões mentais de Simon Williams, o Magnum. Isso lhe deu uma personalidade única. O Visão também foi membro fixo dos Vingadores até os anos 1980,mas se afastou após mostrar algum desequilíbrio nas histórias de Roger Stern e John Buscema. Porém, nas histórias de John Byrne, sua mente foi apagada pelo Governo dos EUA em represália a tentar controlar todos os computadores do mundo. Depois disso, o personagem nunca mais foi o mesmo, pois perdeu sua humanidade. Ainda assim, voltou à equipe algumas vezes, notadamente na fase de Busiek e Perez, mas foi destruído de novo no arco de Bendis e Finch por sua ex-esposa. Atualmente, há um novo Visão, que é uma combinação dos antigos arquivos do velho Visão com o corpo do Iron Lad, membro dos Jovens Vingadores e advindo do futuro.
Mércurio: rápido e de temperamento instável.
MÉRCURIO (Pietro Maximoff):
Criado por Lee e Kirby juntamente a sua irmã gêmea, a Feiticeira Escarlate. Embora tenha permanecido nos anos iniciais dos Vingadores como um membro importante da equipe, a partir dos anos 1970, outros escritores começaram a explorar nuances menos simpáticas da personalidade de Mercúrio (especialmente na revista do Quarteto Fantástico), o que culminou na revelação de que o casal era filho de Magneto, por David Michelline e John Byrne. Em seguida, o escritor Roger Stern praticamente o transformou em um vilão, nos anos 1980, mas John Byrne o mostrou redimido, quando ajuda os Vingadores a derrotar sua irmã. Mesmo assim, raramente voltou a se envolver com os Vingadores, atuando como herói em outra equipe: o X-Factor, um derivado dos X-Men nos anos 1990.
O Pantera Negra por John Romita Jr.: o primeiro herói negro dos quadrinhos.
PANTERA NEGRA:
O primeiro super-herói afrodescendente foi criado por Stan Lee e Jack Kirby nas aventuras do Quarteto Fantástico, em 1966. T’Challa é o rei da nação de Wakanda, na África, e o descendente de uma longa linhagem de heróis-guerreiros que assumem a identidade do Pantera Negra. Seu país mistura as tradições tribais africanas com riqueza e a mais alta tecnologia do planeta, bem como é a única fonte natural de vibrantium, um poderoso metal praticamente indestrutível. Nas histórias de Thomas e Buscema, o Pantera Negra se tornou um membro dos Vingadores, chegando até a liderá-los na ausência do Capitão América. Porém, desde então, ele é apenas um membro-reserva. Atualmente, está casado com Tempestade, dos X-Men.
Magnum (Wonderman).
MAGNUM:
Na primeira história dos Vingadores por Stan Lee e Don Heck, o empresário corrupto, Simon Williams fez um pacto com os Mestres do Terror para ter poderes quase ilimitados, se transformando no Magnum (Wonder-Man, no original). Mas a morte do Barão Zemo lhe impede acesso ao antídoto que lhe mantinha vivo e ele morre. Em 1977, nas histórias de Jim Shooter e George Perez, Magnum foi revivido e se tornou um membro regular da equipe, migrando para os Vingadores da Costa Oeste, em 1984, voltando ao time principal nas histórias de Bob Harras e Steve Epting, bem como na fase de Busiek e Perez. No cenário pós-Guerra Civil, Magnum integrou a equipe “oficial” de Tony Stark.
Miss Marvel: uma das vingadoras mais poderosas.
Miss Marvel: uma das vingadoras mais poderosas.
MISS MARVEL:
A militar Carol Danvers foi criada por Roy Thomas e Gene Colan, em 1968, como coadjuvante do Capitão Marvel e terminou tendo o seu DNA fundido com o DNA alienígena Kree, o que lhe deu superpoderes, como força, invulnerabilidade e capacidade de voar. Adotando o nome de Miss Marvel, ela teve histórias solo escritas por Gerry Conway e desenhadas por John Romita, em 1977; mais tarde substituídos por Chris Claremont e John Byrne. Primeiramente, ela foi coadjuvante das histórias dos Defensores para em seguida migrar para os Vingadores, onde atuou ocasionalmente. Ela foi a primeira vítima da vilã Vampira, que roubou seus superpoderes (a vilã se arrependeu e se regenerou, integrando os X-Men – com os poderes da Miss Marvel – até hoje). Como coadjuvante dos X-Men, em histórias de Claremont e Paul Smtih, Carol Danvers terminou no espaço de novo e ganhou outros poderes, assumindo a identidade de Binária. Mais tarde, também perdeu essas habilidades e voltou à Terra, terminando por recuperar os poderes originais e voltando a atuar como Miss Marvel nas histórias de Busiek e Perez, em 1998, que exploraram seus problemas com o alcoolismo. Desde então, é membro constante. Após a Guerra Civil, integrou a equipe “oficial” de Tony Stark, mas durante o Reinado Sombrio de Norman Osborn, se aliou aos renegados Novos Vingadores.
O Homem-Aranha na arte de Steve Epting.
HOMEM-ARANHA (Peter Parker):
Sim, você leu certo, na cronologia atual da Marvel, o “amigão da vizinhança” é um membro-fixo dos Vingadores. Criado em 1962 por Stan Lee e Steve Ditko, o Homem-Aranha sempre interagiu bastante com outros personagens da Marvel, como o Quarteto Fantástico e os Vingadores, mas sempe manteve-se afastado. Nos anos 1980, o escritor Roger Stern – que escrevia as histórias do cabeça de teia e da equipe consecutivamente – fez o herói responder um chamado da equipe em uma história especial e, desde então, passou a ser considerado membro-reserva. Nas histórias escritas por John Byrne e Paul Ryan, em 1990, o aracnídeo chegou a atuar como membro da equipe de verdade pela primeira vez, mas não gostou da experiência, se afastando em seguida. Mas isso mudou em 2005 quando Brian Michael Bendis e David Finch criaram os Novos Vingadores e incluíram membros não-usuais na equipe, como o “cavaleiro das teias”, Luke Cage e Wolverine. Na Guerra Civil, o Homem-Aranha ficou inicialmente no lado de Stark, mas depois mudou de ideia e aliou-se ao Capitão América, reintegrando os renegados Novos Vingadores perseguidos por seu maior inimigo, Norman Osborn. Permanece como membro-fixo da equipe até hoje.
Wolverine todo baleado na arte de Leinil Francis Yu.
WOLVERINE (Logan/James Howlett):
Wolverine é o faz-tudo da Marvel: ele integra, ao mesmo tempo, os Vingadores, os X-Men e a X-Force (equipe dos X-Men para missões especiais e sombrias), além de ter aventuras solo. Criado como coadjuvante do Hulk, por Len Wein e John Romita, em 1974, a bem da verdade, o objetivo de sua criação sempre foi sua integração aos Novos X-Men. Desde então, é um dos protagonistas da equipe. Logan nunca teve nenhum envolvimento especial com os Vingadores, até as histórias de Bendis e Finch que o incluíram para ajudar os Novos Vingadores a investigar uma facção escusa da Shield. Permance como membro-fixo até hoje.
Luke Cage: um dos principais membros atuais.
LUKE CAGE:
Com a onda do Blaxploitation (a cultura negra dos anos 1970 nas artes), a Marvel decidiu criar a personagem que foi o primeiro super-herói afrodescendente a ter um título próprio, criado por Artie Goodwin e John Romita, em 1973. Também nunca teve nenhum envolvimento especial com os Vingadores e, a partir dos anos 1980, se tornou uma personagem obscura, quase esquecida, até ser resgatada por Michael Brian Bendis nas histórias de sua namorada, Jéssica Jones, em Alias e The Pulse. Em seguida, integrou a formação original dos Novos Vingadores, em 2004.
Hank Pym e suas identidades: (sentido horário) Homem-Formiga, Gigante (2), Jaqueta Amarela e Gigante (1).
Hank Pym e suas identidades: (sentido horário) Homem-Formiga, Gigante (2), Jaqueta Amarela e Gigante (1).
HANK PYM:
Membro fundador dos Vingadores como Homem-Formiga, o cientista já assumiu várias personalidades distintas, como Gigante, Golias e Jaqueta Amarela. Os escritores do fim dos anos 1970 (como Steve Englehart, Jim Shooter, David Michelline e Roger Stern) exploraram esse aspecto como indicativo de um comportamento esquizofrênico, fazendo-o se voltar contra a equipe e ser preso. Mais tarde, ele se redimiu, mas só voltou a atuar no fim dos anos 1980 nos Vingadores da Costa Oeste. Nos últimos anos, tornou-se um dos aliados mais fortes de Tony Stark na defesa do Registro de Superseres e chamou a atenção com seu comportamento antiético. Os Vingadores descobriram, então, surpresos, que durante alguns meses, Pym foi substituído por um alienígena Skrull. Com a morte da ex-esposa Vespa na batalha contra os aliens, o cientista decidiu passar a usar o codinome dela, sendo O Vespa nos dias de hoje.
Vespa: membro recorrente e ex-líder.
VESPA:
Janet Van Dyne era uma estilista que terminou namorando o cientista Hank Pym e se tornando a Vespa quando passou a tomar as pílulas que ele inventou para diminuir de tamanho. Dyne se submeteu a algumas experiências que permitiram que, sempre que diminuísse de estatura, ganhasse asas para voar, bem como disparasse rajadas elétricas que ela chama de “ferrão”. Junto ao namorado, foi membro fundador dos Vingadores e quem batizou a equipe. Ela e Pym casaram e alternavam momentos na equipe e outros afastados. Com os problemas mentais de Pym e sua prisão, o casamento de ambos se desfez. Mas Dyne se fortaleceu e se tornou a líder dos Vingadores nas histórias dos anos 1980 de Roger Stern e John Buscema. Na Guerra Civil, ela também apoiou o lado de Tony Stark a favor do Registro e terminou morta na batalha contra os Skrulls na Invasão Secreta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário