sexta-feira, 20 de julho de 2012

PMDB domina a lista dos 'enrolados'





 

Senador Jader Barbalho e deputado Asdrúbal Bentes têm contas a prestar

Cerca de 40% da atual bancada federal paraense responde no Supremo Tribunal Federal (STF) a inquéritos ou ações penais. Os dados são do levantamento da Revista Congresso em Foco, divulgados ontem. Dos 20 parlamentares que representam o Pará no Congresso Nacional, oito estão enrolados com a Justiça. São os três senadores do Estado e cinco deputados federais. Na Câmara, a lista é dominada pelos peemedebistas.
Uma das fichas mais corridas do Estado e uma das maiores do País é a do recém-empossado senador Jader Barbalho (PMDB). Ele foi o último dos barrados pela Lei da Ficha Limpa a tomar posse no Senado, em dezembro de 2011. Teve sua candidatura indeferida por ter renunciado, em 2001, ao mandato de senador, após ser acusado de desviar recursos do Banpará, da Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) e do Ministério da Reforma Agrária.
O senador responde no STF a cinco ações penais (374, 397, 398, 498 e 653), por peculato, crimes contra o sistema financeiro, falsidade ideológica, formação de quadrilha ou bando e emprego irregular de verba pública; e a dois inquéritos (2.760 e 2.909), por lavagem de dinheiro e crime contra a ordem tributária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário